quarta-feira, outubro 29, 2008

(in)segurança social

Apesar de sentir as pálpebras pesadas ainda não me apetecia dormir por isso liguei a televisão. Logo no primeiro canal surge a figura de Edward Norton... Fight Club, sempre que apanho a transmissão deste filme não consigo deixar de ficar agarrado ao ecrã.

Estou absorto em diálogos que conheço de côr. Um homem comum com uma história bizarra e tão facilmente invejada... Desta vez vou deixar o filme a meio. Ao segundo intervalo, com um sentimento de frustração pego no comando, carrego no botão vermelho e dirijo-me para a cama construindo mentalmente o que ficou em falta.

Pois é, deixei de ser um indigente e arranjei um trabalho, a recibos verdes, entrei no sistema da pior forma. Tenho de adormecer, deixo a diversão para os vampiros.

São 8 da manhã, e não quero sair da cama, são 8:30 e não queria estar à porta da segurança social. Engraçado, a sigla é igual à de uma policia secreta bem famosa... Abrem a porta, duas dezenas de pessoas que esperavam lutam pelo seu lugar na fila, empurram-se como se estivessem num concerto. Não estão a oferecer nada mas o entusiasmo de ser o primeiro é enorme, e eu sossegado tiro o ticket número 16 sem olhar nem falar a ninguém.

Já são perto de 9:30 e queria ter sido atendido mais cedo.

Da última vez que lá estive, disseram-me para voltar dentro de uma semana, já passaram duas e agora dizem-me para voltar no próximo mês. Dia 1, não, não pode ser pois é fim-de-semana, dia 3, segunda-feira. OK. Afinal é melhor dia 4, terça-feira... Ou na quarta. Não me podem estar a dizer isto, mas sem surpresa é o que estão a fazer, culpam as finanças, os outros é que funcionam mal... Resigno-me e saio.

De qualquer forma tenho de fazer mais coisas que não queria e quanto mais cedo as despachar melhor.

Onde andam os Tyler Durden deste país?

2 comentários:

Mary Birth disse...

Esses Tyler Durden de que procuras estão à espera de mais uma ida a um sítio desses (segurança social, finanças, tribunal... etc) para que se decidam a explodir a tua casa e virar a tua vida ao contrário.

Eu também tenho esse sentimento de que a minha vida não devia ser só isto... que por muito bonita e fantástica que seja a filosofia do filme "I felt like putting a bullet between the eyes of every Panda that wouldn't screw to save its species. I wanted to open the dump valves on oil tankers and smother all the French beaches I'd never see. I wanted to breathe smoke." (e por aí fora...), não é fácil de a aplicar quando o despertador toca às 7h, o patrão nos manda bugiar por alguma coisa que não foi culpa nossa ou quando simplesmente o sistema não funciona.

A minha cruzada também continua à procura desses Tyler Durden que fazem falta por cá!

Peace!

medusasss disse...

Tyler Durdens deste país é favor de não atacar a repartição de finanças à minha porta, dado que não sou nada amiga dos so named colateral damage!

Ou então façam uma perninha aqui pela Med e avisem com algum antecedência.

***