sábado, outubro 04, 2008

Dez poemas de amor e uma canção desesperada



There's a place in the sun
For anyone who has the will to chase one..AND I
I think I've found mine
Yes, I do believe I have found mine
So, close your eyes and think of someone you physically admire
And let me kiss you, let me kiss you
I've zig-zagged all over America and I cannot find a safety haven
Say, would you let me cry on your shoulder
I've heard that you'll try anything twice
Close your eyes and think of someone you physically admire
And let me kiss you, let me kiss you
But then you open your eyes and you see someone that you physically despise
But my heart is open, my heart is open to you.

Não há nada mais desesperadamente romântico que um amor desesperado e impossível, um amor não correspondido, perdido e sofrido.
É como enviar mensagens ao mar numa garrafa ou escrever um blog diário electrónico sentimental. É chorar ao teclado do pc, apagar tudo, reescrever, voltar a apagar, publicar, editar, apagar, e finalmente restringir as entradas no blog.
No fundo, é ter no MSN mensagens emotivas de Ti amo munto, amore de mia vitta cutchi cutchi bang bang.

É puro desespero, mas tem muito menos piada que esta musiquinha.

3 comentários:

mik@ disse...

oi med
hum isso pra mim nao é nada romântico. é só uma fatalidade da vida que temos de ultrapassar e seguir em frente :)
a musiquinha é gira. bjos

Leila* disse...

Dear Med,

o problema é quando apagas tudo, reescreves, voltas a apagar, publicas, editas, apagas e retringes a tua vidinha.. só por não teres um amor correspondido. Isso sim, não é nada romântico. :)

beijinhos**

Hannah disse...

Este post vai para a lista dos meus favoritos :)

Bjinhos linda