quinta-feira, março 29, 2007

na verdade...

Por acaso lembro-me das minhas aulas de metodologia que a busca da verdade, não era uma busca altruísta mas prosseguida por fins eminentemente egoístas, porque a vontade de verdade é uma vontade de poder disfarçada.

Independentemente da verdade/falsidade dos conteúdos leccionados na dita aula, uma coisa é certa: saber é poder. "Ah, se eu soubesse..."

Para mim um mundo mais perto da perfeição seria aquele onde a informação estivesse disponível para quem dela quisesse usufruir... Imaginem só os poderes reinvindicativos que não
teríamos se os contratos bancárias estivessem, cláusula por cláusula, à distância de um clique!? Sim, porque essa corja dos bancos são uns ladrões, como estão proíbidos de cobrar taxas usurárias, inventam todo o tipo de taxas adicionais, a que todos nós nos sujeitamos e alegremente assinamos em contratos de adesão.

Até agora nada de novo, só sei que um pouco de informação esclarecedora dava jeito.

1 comentário:

Ordnael disse...

Afinal Metedologia sempre serviu para qualquer coisa, hein?! ;)